Siemens vs Footlab

SuperLiga Corporate MasterFoot/Make-A-Wish 2018/2019 - 1ª Fase - 2ª Jornada (Quinta-Feira) 08 de novembro de 2018
  • Siemens Footlab
    1-11
    • 22:00
    • Estádio da Luz - C1

Reportagem

Na primeira partida da noite iriamos ter duas equipas bastante distintas, de um lado iriamos ter os homens da Siemens, uma equipa bem diferente da do campeonato passado, onde as baixas são bastantes. Do outro lado da barricada iriamos ter os recém-chegados, Footlab, uma equipa recheada de talentos, a manterem esta qualidade, uns claros candidatos ao titulo.

O encontro teve o seu inicio e cedo se percebeu qual iria ser o desfecho tal a diferença qualitativa entre as equipas. A primeira grande oportunidade de jogo esbarrou com estrondo na baliza à guarda de Helder Tack, guardião da Siemens. Cheirava a golo como se costuma dizer e estes não iriam tardar. Renato Gonçalves e Cláudio Serôdio iriam ser autênticos quebra cabeças para a defensiva da turma da Siemens. A contagem iria iniciar ao minuto 4’ por intermédio de Renato Gonçalves, com um belo remate de meia distância. A siemens jogava sobre brasas e ia perdendo os duelos a meio campo e ter algumas desatenções defensivas que viriam a ser fatais.  Já o resultado estava num confortável 0-4, favorável ao Footlab, quando a turma da Siemens conseguiu reduzir a contenda, Nuno Pereira de meia distancia e colocado a fazer abanar a s redes contrarias. Mesmo em cima do tempo de intervalo a Footlab iria aumentar o score, Renato Gonçalves iria fechar a contagem neste primeiro tempo, após uma excelente jogada coletiva.

O segundo tempo iria começar e novamente com a turma do Footlab por cima no encontro. O resultado ia avolumando-se sem que a Siemens conseguisse dar um ar da sua graça. Paulo Branco tentava mexer nas peças do xadrez, mas sem sucesso, Nuno Pereira deambulava pelo campo sempre muito desapoiado, claramente órfão das referencias. Do lado contrário, tudo parecia fácil, até movimentações de menor fulgor resultavam em perigo e alguns casos, em golo. Golo a golo o resultado lá se foi avolumando até chegar a valores pouco habituais. Com 1-11 iriamos chegar ao final do encontro.

Final do encontro, duas equipas bastante diferentes e um resultado gordo, favorável à melhor equipa em campo. A Footlab claramente superior ao adversário, viu em Renato Gonçalves e Claudio Serôdio as suas principais armas para vencer sem grandes dificuldades. Do lado da Siemens como já referimos Nuno Pereira foi o elemento mais numa equipa ainda em construção.